Preta Literária: Espada de Vidro

Oi bonitos, tudo bem?

Já adianto logo: enquanto o primeiro livro foi uma apresentação do reino, ambientação da trama e o começo da “rebeldia” da protagonista, a continuação é completamente recheada de ação, aventura, traições e questionamentos!!!

20160527_134053

*Continuo dizendo: muito difícil tirar uma foto decente dessa capa, reflete a luz toda… rsrs

Espada de Vidro começa exatamente de onde A Rainha Vermelha  parou: logo depois que Mare Barrow e Cal foram resgatados do Ossário pela Guarda Escarlate. Farley (capitã de uma das células da Guarda e que ajuda Mare desde o início do seu envolvimento com a organização) faz com que Mare tenha uma noção do que a Guarda realmente é: uma organização muito maior e mais estruturada do que eles querem parecer.
Ela segue fugindo, do rei Maven e da Rainha Elara, na companhia de Cal e da Guarda, porém tem em mente as palavras de seu ex-professor Julian Jacos (prateado e tio de Cal): todo mundo pode trair todo mundo.

Então é chegada a hora de nossa heroína juntar os cacos de tudo o que aconteceu, se reerguer e esboçar um plano para combater a tirania do novo rei que, como bem se sabe, subiu ao trono com a ajuda de sua estimada e manipuladora mãe. Enquanto Mare é puro ódio, Cal é a apatia em pessoa, afinal de contas ele foi feito de fantoche pela rainha, que utilizou de seus poderes mentais para fazer com que o príncipe matasse o próprio pai…

Em meio ao turbilhão de sensações e sentimento de traição, Mare descobre que seu irmão favorito está vivo, Shade (que foi dado como morto enquanto lutava nas trincheiras da guerra do rei) e que ele também é um sanguenovo (vermelho com poderes), capaz de se teletransportar.

Depois que Mare chega a uma das bases da Guarda, cai numa armadilha e é capturada pelo Coronel, mas logo depois consegue se libertar com a ajuda de seu amigo de infância Kilorn. Com isso, seu ânimo se renova e o grupo resolve partir para encontrar os sanguenovos antes que o rei os encontre primeiro e os mate. A ideia é recrutar o máximo de sanguenovos possível, ensiná-los a domar seus poderes e montar uma espécie de exército vermelho para lutar contra o rei prateado.

Podemos encontrar de tudo um pouco nesse livro: viagem, caçada humana, corrida contra o tempo, ameaças de um rei tirano, lutas, explosões, emoção… Em meio a isso tudo, Mare se questiona, pois não é uma prateada, mas também não se considera mais uma vermelha. Muita coisa acontece a partir desse ponto, é aí que a história realmente se desenrola.

★★★★★

Se a autora Victoria Aveyard havia me surpreendido com o primeiro livro, digo que ela me ganhou com o segundo! Realmente muito bem desenvolvido – melhor que o primeiro, ouso a dizer!!!

Como não gosto de spoilers, sempre paro onde a história começa de verdade!!!

Pra acompanhar as minhas leituras, é só me adicionar no Skoob e no Goodreads que sempre atualizo os dois!

❤️  Beijos da Preta

Anúncios

2 comentários sobre “Preta Literária: Espada de Vidro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s